Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Mais Notícias > CGEE lança estudo sobre inovação na indústria farmacêutica brasileira
Início do conteúdo da página

CGEE lança estudo sobre inovação na indústria farmacêutica brasileira

Publicado: Terça, 19 de Dezembro de 2017, 16h23 | Última atualização em Segunda, 15 de Janeiro de 2018, 14h59

A iniciativa, realizada em parceria com o BNDES, analisa a trajetória tecnológica dessa cadeia produtiva, considerando o impacto de um amplo conjunto de políticas públicas.

No final da década de 1990, a indústria farmacêutica brasileira apresentava comportamento típico de uma nação em desenvolvimento: as empresas instaladas no país realizavam basicamente atividades de marketing e comercialização, com pouca participação nas atividades de P&D. De lá para cá, a adoção de um conjunto de políticas públicas alterou esse cenário. Essa trajetória está retratada na publicação “Competências para inovar na indústria farmacêutica brasileira”, que será divulgada, no dia 4, pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

O livro, produzido em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), apresenta uma avaliação do estágio de desenvolvimento alcançado pela indústria farmacêutica brasileira, em especial de suas capacidades para inovar.

“O estudo estabelece um modelo inédito de aferição das capacidades para inovar na indústria farmacêutica e oferece uma fotografia da situação atual do setor no país, destacando o estágio intermediário na trajetória de desenvolvimento”, afirma a coordenadora da iniciativa pelo CGEE, Mayra Juruá.

Para realizar o trabalho, foi desenvolvida uma metodologia de análise e um modelo descritivo de capacidades para inovar específico para essa indústria, a partir do qual foi feito um levantamento. A seguir, foram analisadas informações coletadas junto a uma amostra relevante de empresas farmacêuticas nacionais.

“A avaliação daí resultante, complementada por uma análise dos esforços inovativos do setor, a partir de dados primários e secundários, e pelo exame do seu marco institucional, político e regulatório, permitiu que fossem apresentadas algumas sugestões de políticas para promover a inovação”, destaca.

A publicação contou com a participação de consultores da Universidade Estadual  de Campinas (Unicamp) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O livro foi lançado, no dia 04 de dezembro, durante uma sessão especial do 11º Encontro Nacional de Inovação em Fármacos e Medicamentos (EniFarMed), que será realizado na sede da Federação da Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

Faça o download do livro aqui.

registrado em:
Assunto(s): CGEE , livro , inovação , farmacêutico
Fim do conteúdo da página